PUBLICIDADE
Notícias
CT DO FLAMENGO

Sobrevivente do incêndio, cearense Cauan Emanuel tem alta e deixa hoje hospital

13:48 | 11/02/2019
Cauan Emanuel recebeu alta do CTI na tarde deste domingo,10. Ele está em um quarto do Hospital Vitória, zona oeste do Rio (Foto: Reprodução Facebook).
Cauan Emanuel recebeu alta do CTI na tarde deste domingo,10. Ele está em um quarto do Hospital Vitória, zona oeste do Rio (Foto: Reprodução Facebook).

O jogador cearense Cauan Emanuel, de 14 anos, um dos sobreviventes do incêndio que atingiu sexta-feira, 8, o Centro de Treinamentos do Flamengo, recebeu alta médica e deve deixar, ainda na tarde desta segunda-feira, 11, o Hospital Vitória, na Barra da Tijuca. A informação foi dada pela assessoria do clube, que relatou ainda a melhora do estado de saúde do também cearense Francisco Dyogo, internado no mesmo hospital;.

De acordo com o clube, o atleta “segue em curva de melhora, mas continua com demandas ventilatórias de oxigênio e ainda precisa de suporte com cateter nasal. Por conta disso permanece internado no CTI [Centro de Tratamento Intensivo]”.

O chefe do Departamento Médico do Flamengo, Márcio Tannure, e o médico das categorias de base do clube, Mauro Fonseca, além do clínico cardiologista do Hospital Vitória, responsável pela internação dos meninos, dr. Fernando Bassan, acompanham a evolução do quadro de saúde dos jogadores sobreviventes.

Evolução

Internado no Hospital Pedro II, o jogador Jhonata Ventura, de 15 anos, que sofreu queimaduras mais graves no incêndio, apresentou melhoras nas últimas horas. Segundo o clube, Jhonata “teve a sedação suspensa, [apresenta] melhora dos parâmetros respiratórios e está estável hemodinamicamente”.

O jogador não teve febre nas últimas 24 horas e fez nova broncoscopia, que mostrou melhora das lesões pulmonares. “Também foi realizado novo banho das queimaduras mais profundas, que não mostraram piora das lesões. Foram realizados novos curativos tópicos, e o menino segue aos cuidados de terapia intensiva do CTI do Centro de Tratamento de Queimados do Pedro II”, em Santa Cruz, zona oeste do Rio. Dois médicos do Flamengo, Luiz Claudio Baldi e Serafim Borges, acompanham a situação de Jonatha.

Agência Brasil