PUBLICIDADE
Jornal

Encontro com o outro

Assistir aos filmes de Coutinho e não se envolver completamente com os seus personagens é algo impossível. A forma com que ele conseguia conduzir uma entrevista como uma conversa nos fazendo ouvir durante horas (e com muito interesse) as histórias de vida de pessoas das quais nunca ouvimos falar, "pessoas anônimas", que contavam suas vidas e também se reinventavam para ele naquele momento, era fantástico! E é exatamente essa mágica do encontro com o outro (interlocutor) que sempre me inspirou nos filmes do Coutinho e que procurei de alguma maneira também levar para os meus filmes, buscando tirar a entrevista do modelo do inquérito para uma experiência de interlocução e troca com as pessoas.

Daniele Ellery é professora da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira e diretora do documentário Do Outro Lado do Atlântico (2016)