PUBLICIDADE
Jornal

Seis empresas visitaram o Aeroporto de Juazeiro do Norte

| Concessão | A Anac realiza leilão para 12 aeroportos na sexta-feira e pelo menos seis grupos já apresentaram proposta na Bolsa de Valores

13/03/2019 02:13:52
AEROPORTO de Juazeiro do Norte, Orlando Bezerra de Menezes, registrou recorde histórico em movimentação de passageiros
AEROPORTO de Juazeiro do Norte, Orlando Bezerra de Menezes, registrou recorde histórico em movimentação de passageiros (Foto: Helio Filho/Divulgação)

O leilão para concessão do Aeroporto de Juazeiro do Norte deve contar com a participação de pelo menos seis empresas. Três tiveram contato direto com fontes da Prefeitura do município. Outras três buscaram informações por conta própria. O certame acontecerá em São Paulo, na B3, na sexta-feira, 15. Ao todo serão leiloados 12 terminais divididos em três blocos.

Conforme O POVO publicou, em 30 de dezembro de 2018, as operadoras aeroportuárias internacionais Vinci (França), Zurich (Suiça), Fraport (Alemanha) e Pátria Investimentos (São Paulo) visitaram a cidade interessadas no empreendimento.

O secretário do Desenvolvimento Econômico do Juazeiro do Norte, Michel Oliveira Araújo, disse que a expectativa na região do Cariri para o leilão é grande para a nova administração do aeroporto, que atualmente atua no limite de sua capacidade. "Esperamos que uma das grandes concessionárias internacionais, que devem vir mais dispostas a fazer investimentos, ganhe e que possa dar uma alavancada no Aeroporto de Juazeiro do Norte", complementa.

Com a confirmação da Prefeitura sobre as visitas ao município, a tendência é que pelo menos seis empresas realizem ofertas pelo Aeroporto de Juazeiro, que encerrou o ano passado com movimentação recorde de passageiros. Foram 563,5 mil embarques e desembarques. Crescimento de 3,92% em um ano. Em São Paulo, representando o Ceará no leilão, estará o governador do Estado, Camilo Santana (PT).

Ontem, na sede da Bolsa de Valores, o movimento de representantes de empresas foi agitado. Com vista no leilão de sexta-feira, pelo menos seis grupos entregaram propostas, incluindo a CCR, a Socicam, francesa ADP e a espanhola Aena. Também estiveram no local representantes da Vinci, Pátria Avialliance, entre outros.

Para Michel, as exigências são menos rígidas ante o leilão de Fortaleza. Ele acrescenta que, junto do Aeroporto de Recife, o de Juazeiro é superavitário dentre os leiloados.

Na alta estação de 2018, o aeroporto chegou a registrar até dezoito operações de pousos e decolagens comerciais regulares por dia, nove voos diários operados por três empresas aéreas (Avianca, Azul e Gol). A quantidade pode ser ampliada com investimentos, mesmo que não previstos no contrato de concessão disponibilizado pelo Governo Federal e Agência Nacional da Aviação Civil (Anac).

O POVO tentou contato com a Fraport, alemã que administra desde 2018 o Aeroporto de Fortaleza, para confirmar quem da empresa deve participar do leilão, mas não obteve retorno. (Com Agência Estado)