PUBLICIDADE
VERSÃO IMPRESSA

Assembleia e os blocos que não são de Carnaval

05:00 | 11/02/2019

O presidente da Assembleia Legislativa, José Sarto (PDT), aguarda as indicações dos líderes das bancadas partidárias para definir as composições das 18 comissões permanentes da Casa. Doze partidos estão representados no legislativo estadual. Até agora, Psol (Renato Roseno), Patriotas (Bruno Gonçalves) e PSDB (Fernanda Pessoa) indicaram seus líderes. Sarto tem dito que dialoga com os partidos para garantir a proporcionalidade, mas também a pluralidade na formação dos colegiados. Tudo em prol do debate democrático. Na prática, Sarto aguarda a formação dos blocos partidários, mas sabe que nem todos os partidos vão se unir dessa forma. Ele espera que, nesta semana, essa etapa política seja resolvida. Deixa claro que, se houver acúmulo de matérias que exigirem celeridade maior ou urgência, serão apreciadas pela mesa diretora em substituição a comissões indo, em seguida, para o plenário.

VIA-SACRA

Arrasta-se, há mais de 10 anos, entre tribunais estadual e Cortes de Brasília, a peleja judicial que envolve herdeiros do extinto Café Wal-Can e a Igreja Betesda (Bairro Vila União). A família tenta reaver o terreno que abriga a sede dessa corrente evangélica.

SEM ERGUEI

AS MÃOS

Nada de Padre Marcelo Rossi. O 30º Queremos Deus, que ocorrerá domingo, a partir das 14 horas, no Estádio Presidente Vargas, contará com atrações paroquiais mesmo. Rossi alegou problemas de agenda, avisa a organização do evento.

CLIMA DE FESTA

Do presidente da Fiec, Beto Studart, ao comentar o cenário político de Brasília; "A melhor novidade foi a queda do Renan. Estamos acabando com a marginalidade no Congresso Nacional e dando espaço para os novos que têm patriotismo".

CLIMA DE FESTA 2

Falando em Fiec, a entidade fará dia 21 de março, no La Maison, a Festa da indústria, que deveria ter ocorrido em dezembro. Com entrega da Medalha Mérito Industrial aos empresários Edson Queiroz Neto e Elisa Gradvohl e ao chefe de gabinete no Abolição, Élcio Batista.

NOS HOSPITAIS

Raquel Marques, ex-deputada estadual petista, que tentou vaga na Câmara e não conseguiu, voltou ao batente. Agora como psicóloga hospitalar, pois servidora da Secretaria da Saúde do Estado.

NOS TRIBUNAIS

O ex-senador José Pimentel (PT) voltou a advogar. Transformou o antigo escritório político em seu reduto profissional. Mas sem deixar de semanalmente almoçar com grupo de militantes que sempre o acompanhou nos últimos anos. Ou seja, da tribuna para os tribunais.

VERMELHOU...

O Hemoce lança, às 9 horas de amanhã, em sua sede, a campanha "Folião que doa sangue, doa alegria". O objetivo é incentivar pessoas a doarem sangue durante o período que antecede o Carnaval e garantir estoques. Detalhe: com apresentação da banda "Os Transacionais".

PELAS MARIAS

O poeta populara Tao Simpatia retomou, neste mês, o projeto que divulga nas escolas a Lei Maria da Penha. Com palestra, cordel e música. A meta do Instituto Maria da Penha e Seduc, que respondem pela ação, é alcançar 70 estabelecimentos de ensino até fim do mês.

POR IRACEMA

Quem circula pelo calcadão da avenida Beira Mar fica impressionado com um detalhe: a Prefeitura revitalizou tudo, mas deixou o riacho Maceió podre. Outra: a estátua de Iracema e Moacir merecia bons reparos.

TAGS